Engasgo

     Este acidente é relativamente comum. Quantos nunca presenciaram, em alguma refeição, alguém começar a tossir desesperadamente enquanto come? Quando ingerimos o alimento, ele desce pela faringe, segue para o esôfago e vai, posteriormente, para o estômago. Porém, na faringe há uma "bifurcação" (a laringe), que representa uma via de passagem para o ar, que segue para a os pulmões. Veja a figura:


     Caso a pessoa coma muito rápido, ou conversando, há um maior risco de parte do alimento (ou de líquido) entrar na laringe, ao invés de seguir para o esôfago. Mesmo a laringe possuindo uma "tampa" (epiglote) que evita esse acontecimento, nas condições citadas ela pode se abrir no momento da deglutição.
     A parede da região inicial da laringe é extremamente sensível e, quando há qualquer partícula nesse local, as pregas vocais se fecham, impedindo a respiração da pessoa, que pode morrer por asfixia em 5 minutos, caso nada seja feito. Raramente, partículas alimentares ou líquidos conseguem ultrapassar as pregas vocais, indo para a traquéia ou para os brônquios. De qualquer forma, é necessário saber agir nesse momento. E adianto que os famosos tapas nas costas e os assopros na vítima não resolvem. Ao contrário, tapas mal dados, além de doerem, podem piorar a situação.
     Ao perceber um caso de engasgo, observe a vítima. Se estiver tossindo, ótimo! Provavelmente a tosse empurrará esse alimento ou líquido de volta para a faringe e seguirá, em seguida, para o esôfago ou sairá pela boca/nariz. Caso a pessoa pare de tossir, ou não consiga falar e/ou respirar, você entrará em ação, já que não há tempo para esperar ajuda médica. Deverá ser feita, em adultos, a chamada "manobra de Heimlich" (que aparece na figura abaixo):
1 - Posicione-se atrás da vítima (não importa se ela esteja em pé ou sentada), feche uma das mãos, e com a outra mão, abrace o punho da que foi fechada (com a vítima sendo "abraçada" pelo socorrista).
2 - A mão cerrada deve estar entre o umbigo e o osso do peito, ou seja, com as mãos na "boca do estômago".
3 - Faça movimentos "em jota": Pressione firmemente as mãos na barriga da vítima, fazendo um movimento para dentro e para cima. Podem ser necessárias várias manobras para a desobstrução.
     Esse movimento pressiona o músculo diafragma para cima, fazendo com que os pulmões expulsem o ar de seu interior. Quando esse ar passa pelas pregas vocais, sob alta pressão, provoca a tosse, que pode carregar essa partícula para fora da laringe.

CUIDADO:
- Em gestantes e em obesos, as mãos NÃO devem pressionar a barriga. Pressione o osso do tórax (osso esterno), que fica, aproximadamente, entre os dois mamilos. Veja a imagem:


- Em crianças pequenas também NÃO é indicada esta manobra. Faça o seguinte:  Coloque a criança de barriga para baixo no colo e, com as mãos abertas, de tapas com a região próxima ao punho, no sentido do bumbum para a cabeça. Assim, a partícula tem maior chance de seguir o caminho inverso e voltar para a faringe. Veja a imagem:

Autor: Wésley de Sousa Câmara

Referências:
Moore, Keith L.; Anatomia orientada para clínica. 5ª Ed.